Sabesp investe R$ 8,2 milhões para remanejamento de adutora em Moreira César

Programação conta com nova tecnologia para impedir novas falhas no fornecimento de famílias que moram no distrito

Visita do prefeito Isael Domingues durante serviço de remanejamento da adutora de água em Pinda; Sabesp investe R$ 8,2 milhões (Foto: Divulgação PMP)

A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) anunciou, recentemente, o investimento de R$ 8,2 milhões em obras de remanejamento da adutora de água tratada para Moreira César. Conforme os responsáveis, a medida tenta eliminar os problemas de rompimento da estrutura antiga para a região central do distrito.

Iniciada há cerca de dois meses, a obra é desempenhada pela empresa Parâmetro Saneamento e possui previsão de entrega para setembro deste ano. O serviço contempla ações como implantação de 8,2 mil metros de cubos em Pead (Polietileno de Alta Densidade), diâmetro de quatrocentos milímetros, ligando a estação do Carangola até à região do Laerte Assumpção, às margens da linha férrea.

Segundo os responsáveis pelas atividades, a nova tecnologia de uso de tubos de polietileno de alta densidade é utilizada em redes de saneamento de água, com a garantia de resistência a impactos e químicas. O material conta também com o benefício de ser atóxico, sendo capaz de transportar água com qualidade de vida útil elevada. O projeto possui técnicas de soldagem conhecida como termofusão, com fundição de tubos em temperatura superior a 200ºC, moldando e resfriando os tubos na forma desejada.

“É uma técnica moderna, que não apresenta risco de vazamento, fácil manutenção e que pode ser aplicada pelo método não destrutivo, ou seja, sem perfurar o pavimento em toda extensão, apenas em pontos localizados”, explicou o engenheiro responsável pelo projeto, Marcos Antônio.

Atualmente, a adutora que abastece Moreira César foi implantada ainda na década de 1980 e apresentava adversidades. “Com a nova adutora finalizada, iremos eliminar os transtornos de desabastecimento de água dessa região. Temos outra adutora que sempre necessita de manutenção na região da Vila São Benedito e está no planejamento da empresa realizar também o seu remanejamento para sanar de forma total os problemas de rompimento que geram falta de água”, garantiu o gerente do Setor Técnico, Sérgio da Silva Santos.

Por Bruna Silva | Jornal Atos

Deixe um comentário