Mulher confessa ter matado companheiro com 3 facadas no bairro Recanto Feliz em Bananal

Vítima foi golpeada com duas facadas no tórax e uma no peito, sendo encontrado já sem vida na própria casa pela equipe do SAMU

Uma mulher de 36 anos, apelidada “Denise Coquinho”, foi presa em flagrante pela policia após confessar que esfaqueou e matou o companheiro Lourival de Freitas Martins (Loro), de 45 anos, por volta das 22h52 do dia 14 de dezembro em uma casa no “Recanto Feliz”.

Segundo a ocorrência registrada na Delegacia de Bananal, os policiais militares foram acionados às 2h da madrugada desta quarta-feira (15/12) para prestar apoio ao SAMU na Unidade Mista de Saúde. Denise estava no local, dizendo que Lourival tinha sido esfaqueado em casa. Os policiais solicitaram que ela os acompanhasse ao saberem que tinha um relacionamento amoroso com a pessoa a ser socorrida.

Chegando na casa localizada na rua Ayres de Araújo Azevedo, 4150, na localidade denominada Recanto Feliz, no bairro Fecha Porta, a equipe do SAMU verificou que Lourival estava em óbito.

Ao ser inquirida naquele momento, Denise teria dito: “Você quer saber a verdade? Eu que matei ele. Ele ficava me humilhando  e eu dei 3  facadas nele”.

Em seguida, ela mostrou o local onde teria jogado a faca, encontrada minutos depois pelos policiais. Denise recebeu ordem de prisão e foi conduzida para a Delegacia de Bananal, onde a prisão foi ratificada pela autoridade policial, determinando o flagrante pelo homicídio qualificado por motivo fútil.

PERÍCIA CRIMINAL

Acompanhado pelo Delegado de Bananal, João Paulo de Oliveira Abreu, o perito encontrou “Loro” no interior da casa, deitado na cama, em posição lateral, com feridas incisivas de lesão perfurante, tipicamente causadas por faca, sendo duas na lateral esquerda do tórax e uma na região do peito. Também foi constatado que não havia sinais de embate físico no local, já que o quarto e a sala estavam em ordem.

CONFISSÃO

Ainda segundo o Boletim de Ocorrência, no interrogatório Denise confessou o crime, informando que residia  com a vítima há poucos dias. Disse que os dois estavam bebendo e desferiu as 3 facadas após Lourival dizer que ela era gorda, com cabelo horroroso e xingá-la. Após o depoimento, foi requisitado exame de corpo de delito.

PRISÃO PREVENTIVA

A prisão preventiva de Denise foi solicitada tanto pela autoria do homicídio quanto pela preservação da ordem pública, já que, pela avaliação da policia, é notória a periculosidade dela pelas circunstâncias envolvidas e a motivação fútil do delito. Além disso, havia indícios de que ela sairia da Comarca, pois estava com uma mochila nas costas contendo mudas de roupas e itens de higiene pessoal.

Ela teria relatado aos policiais: “fui na Unidade Mista mandar um socorro para ele e depois ia meter o pé daqui…”

Por Ricardo Nogueira | Gazeta de Bananal

Deixe um comentário