Com aumento de 17%, Pindamonhangaba aprova orçamento para 2022

Prefeitura estima receita de quase R$ 622 milhões; recursos do legislativo sofrem redução de 32%

Isael Domingues, que deve ter orçamento 17% maior para 2022 em Pinda (Foto: Arquivo Atos)

Por unanimidade, a Câmara de Pindamonhangaba aprovou na última sessão o projeto do Executivo referente à LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2022, que prevê que o Município deverá contar com um orçamento de quase R$ 622 milhões no próximo ano. Cerca de 17% superior ao de 2021, o montante terá mais de sua metade aplicada nas áreas da Educação e da Saúde.

Encaminhado ao Legislativo em 15 de outubro pelo prefeito Isael Domingues (PL), o projeto foi colocado em discussão pelos vereadores na noite da última segunda-feira (6). Apesar do aval unânime, a proposta recebeu 272 emendas impositivas dos parlamentares.

De acordo com o projeto, o Município estima uma receita orçamentária de R$ 621,9 milhões para o exercício de 2022. O valor supera em R$ 90,597 milhões o orçamento de 2021, que foi de R$ 531,3 milhões.

A pasta que contará com mais recursos no ano que vem será a da Saúde, que receberá o investimento de R$ 190,838 milhões. O montante é 27% maior que o aplicado em 2021, que chegou a R$ 149,821 milhões.

Já a segunda secretaria com maior orçamento para 2022, será a da Educação, que contará com R$ 153,184 milhões. O valor supera em 16% o anterior, que foi de R$ 132,039 milhões.

Juntas, as pastas da Educação e da Saúde deverão receber R$ 344,042 milhões, que representa 55% do orçamento total da cidade para o exercício de 2022.

No comparativo com à LOA de 2021, a principal mudança na receita orçamentária para o ano que vem foi a redução dos recursos que serão destinados à Câmara. Enquanto o Legislativo teve neste ano um orçamento de R$ 19,5 milhões, ele contará em 2022 com R$ 13,2 milhões, representando uma queda de 32%.

As demais secretarias municipais contarão com os seguintes orçamentos: Governo e Serviços Públicos (R$ 63,812 milhões), Segurança Pública (R$ 28,740 milhões), Finanças e Orçamento (R$ 28.555 milhões), Administração (R$ 26,934 milhões), Negócios Jurídicos (R$ 26,465 milhões), Assistência Social (R$ 24,478 milhões), Esporte e Lazer (R$ 16,142 milhões), Gabinete (R$ 10,598 milhões), Obras e Planejamento (R$ 9,2 milhões), Meio Ambiente (R$ 8,543 milhões), Cultura e Turismo (R$ 6.170 milhões), Habitação (R$ 4,334 milhões) e Desenvolvimento Econômico (R$ 3,3 milhões).

Procurada pela reportagem do Jornal Atos, a Prefeitura de Pinda explicou que o crescimento do valor do orçamento para 2022 foi motivado pela melhora na arrecadação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e pela chegada de mais recursos através do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), ao longo de 2021.

Por Lucas Barbosa | Jornal Atos

Deixe um comentário