Cabeça d’água em Lavrinhas: sobe para três o número de mortes após enxurrada em rio do Braço na Capela do Jacu

 Foto: Divulgação

Subiu para três o número de mortes após uma enxurrada provocada por uma cabeça d’água neste domingo (12) no Rio do Braço em Lavrinhas (SP). Segundo o Corpo de Bombeiros, as três vítimas fatais são mulheres e as buscas por uma pessoa desaparecida serão retomadas nesta segunda-feira (13).

O caso aconteceu por volta de 12h entre as cachoeiras do Poço Azul e cachoeira da Pedreira, local bastante frequentado por turistas em excursões. Uma forte chuva concentrada atingiu a cabeceira do rio e uma enxurrada arrastou pessoas que estavam no local.

De acordo com os bombeiros, três mulheres foram encontradas mortas e outras 16 foram resgatadas neste domingo (12). As vítimas são uma mulher de 65 anos que chegou a ser resgatada, mas não resistiu e morreu. E outras duas jovens, 22 e 29 anos.

A buscas no leito do rio e região foram encerradas por volta das 18h e serão retomadas na segunda-feira (13).

Quem são as vítimas

Três pessoas foram encontradas mortas após a enxurrada no Rio do Braço em Lavrinhas. Segundo a Polícia Militar, as vítimas são:

Luciele Rodrigues Ribeiro, de 22 anos. Moradora de Pindamonhangaba, participava da excursão acompanhada da prima Patrícia Gonçalves, que também está desaparecida.

Kelisse Nascimento de Barros, de 29 anos. Dona da empresa que organizou uma das excursões para a região neste domingo.

Uma idosa de 65 anos, ainda não identificada até o início da manhã de segunda-feira.

A jovem Patrícia Agostinho Rodrigues Gonçalves, de 21 anos, seguia desaparecida e buscas são feitas por ela no leito do rio. A jovem é estudante de psicologia, moradora no Araretama, em Pindamonhangaba.

Kelisse Nascimento de Barros, 29 anos, era organizadora de uma das excursões para cachoeira e ao fundo, Luciele Rodrigues Ribeiro, encontrada morta, e Patrícia Gonçalves ainda desaparecida

Foto: Arquivo Pessoal/Corpo de Bombeiros

Deixe um comentário