Restrições contra a Covid chegam ao fim em SP nesta segunda

Governo estadual libera shows em pé, baladas e 100% das torcidas nos estádios

Pandemia em Taubaté (Caíque Toledo / OVALE)

O governo estadual encerrou as restrições para conter a disseminação do coronavírus e enfrentar a Covid-19 nesta segunda-feira (1º), após quase 600 dias.

De acordo com as regras do Plano São Paulo, os últimos eventos que estavam proibidos passaram a ser liberados, como shows com público em pé, pistas de danças e a volta de 100% do público aos estádios de futebol.

Com isso, todos os estabelecimentos do estado podem funcionar sem restrição de público e horário. O uso de máscaras segue obrigatório até o final do ano. O governo ainda avalia a condição para 2022.

Segundo o Plano SP, cabe a cada município definir se segue o governo estadual, podendo ser mais rigorosos na aplicação das flexibilizações, o que não deve ocorrer haja vista a queda dos indicadores com o avanço da vacinação.

QUARENTENA

A quarentena imposta pelo governo estadual começou em 24 de março de 2020.

Naquela época, 30 pessoas haviam morrido vítimas da Covid-19. Durante os 587 dias que duraram o Plano São Paulo, o governo foi prorrogando e flexibilizando as regras conforme os indicadores subiram ou reduziam.

A retomada dos eventos ocorre no momento em que o estado superou a marca de 70 milhões de doses aplicadas de vacinas contra a Covid-19.

Segundo o vacinômetro do governo paulista, pelo menos 87,63% da população adulta já tinha tomado a segunda dose das vacinas contra a doença até o domingo (31).

No sábado (30), o estado registrou menos da metade do total de hospitalizados com Covid-19 há um ano. Hoje, são 3.400 pessoas internadas, somando 1.609 em UTI e 1.791 em enfermaria.

A autorização para a volta dos eventos é a última etapa para a volta de 100% das atividades culturais no estado, cuja retoma gradual começou em 17 de agosto, com a volta de eventos sociais, museus e feiras corporativas.

Por O Vale

Deixe um comentário