Em coletiva, Doria anuncia tapa-buraco na SP-55 e privatização do Porto de São Sebastião

O governador João Doria disse que o Estado deu início a uma operação tapa-buracos entre os kms 102 e 107 da Rodovia SP-55, além de uma licitação para recuperação dos demais trechos. Ele também anunciou a privatização do Porto de São Sebastião. O anúncio foi feito durante coletiva com rádios do interior realizada na manhã desta quinta-feira (4), no Palácio dos Bandeirantes. A Rádio Morada FM (95,5) foi a única emissora do Litoral Norte presente.

Questionado pela Morada sobre as condições da SP-55, especialmente no trecho entre São Sebastião e Caraguatatuba e a proximidade da temporada de verão, o governador disse que “iniciamos o serviço de conservação da SP-55 entre os kms 102 e 107, incluindo tapa-buracos e sinalização. Já iniciamos a licitação para recuperação do trecho entre os kms 112 e 120, entre Caraguatatuba e São Sebastião”.

Doria aproveitou para informar o investimento em recuperação de rodovias, graças às reformas administrativa e fiscal. “São R$ 5 bilhões, o maior investimento já feito na história do governo de São Paulo. Para atendimento de 5,7 mil kms e 450 rodovias do estado, inclusive as do Litoral Norte. As obras estão em curso dentro do cronograma”.

O governador afirmou que as obras dos contornos da Tamoios estão avançando de maneira célere e serão entregues também dentro do prazo, que é de 26 meses.

O secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, disse que as obras dos contornos estavam paralisadas desde 2018. “Assumimos o governo em 2019 com a parada, devido a complicações com a empresa que venceu a licitação. Fechamos em setembro o acordo com a empresa que vai tocar a obra”.

Foi definida a extensão a Concessionária Tamoios para incorporação e retomada das obras dos Contornos de Caraguatatuba e de São Sebastião.

O governador disse que não quer analisar e falar mal do passado e não fazer críticas a antecessores. “A gente investe tempo para resolver os problemas e garantir um futuro melhor. Retomamos uma obra que estava parada há três anos e um investimento de R$ 1,5 bilhão. Trata-se de uma das obras mais complexas de rodovia do Brasil, dadas as circunstâncias, a topografia e os riscos de deslizamento”.

Ele afirmou que estão sendo gerados 2.100 empregos, majoritariamente da região, que faz parte da modelagem para que 80% sejam trabalhadores da região.

Porto

Doria anunciou que o Governo do Estado vai privatizar o Porto de São Sebastião, que será concedido ao setor privado, para ser ampliado e modernizado, para ser uma alternativa para escoamento, principalmente de celulose e papel. Vai gerar mais empregos e uma funcionalidade maior.

Sobre o pedido de municipalização feito pela Prefeitura de São Sebastião e o processo de desestatização do Porto, o governador afirmou que não será municipalizado, pois seria transformar o que é uma estatal em outra.

“Não quero ser desrespeitoso ao Município. Da mesma maneira que concedemos todos os 22 aeroportos regionais à iniciativa privada, não faz sentido conceder o aeroporto para o Município. Você sai do estado para o estado, não tem sentido. Vamos conceder para o setor privado, dentro de um entendimento com o Governo Federal. Mas o responsável pela concessão é o Governo do Estado”, afirmou.

Doria disse que este foi um dos temas que tratei na recente viagem a Abu Dabi com dois fundos soberanos que investem no Brasil e um deles é especialista em Porto. “Esse é o nosso caminho”, finalizou.

Deixe um comentário