Após confirmar Carnaval, Lorena decide cancelar festa

Cronograma para eventos havia sido divulgado com investimento de R$ 150 mil; preocupação com nova onda da Covid-19 motivou a medida

Carnaval de 2019 em Lorena; Prefeitura retorna em decisão e decide cancelar festividades de 2022 (Foto: Reprodução PML)

Depois de confirmar que realizaria os eventos do Carnaval em 2022, a Prefeitura de Lorena anunciou na tarde desta terça-feira (30) que os festejos de Momo estão suspensos. A decisão, de acordo com nota divulgada nas redes sociais, atende as informações sanitárias registradas pela OMS (Organização Mundial da Saúde), sobre os riscos de contágio de Covid-19 e a nova variante que tem assustado outros países.
“Partindo do pressuposto de que devemos zelar pela saúde de nossa comunidade, bem como não medir esforços para que os avanços conquistados até a presente data com a vacinação, não seja colocada em vão, a Prefeitura informa que os festejos estão oficialmente cancelados”, destacou a administração municipal. “Lorena, infelizmente, não pode se tornar um polo de circulação e aglomeração de pessoas mediante às últimas informações apresentadas pelos órgãos sanitários que estão colocando o mundo novamente em alerta”.

O texto, divulgado no meio da tarde, pela assessoria de imprensa vai no sentido contrário à posição colocada pela Prefeitura há cerca de 12 dias, quando a cidade havia se colocado entre as que teria a festividade na região. Além de manter a festividade na praça central, o evento seria o retorno das escolas de samba e blocos de rua. O investimento total seria de R$ 150 mil.

Agora, com o cancelamento, Lorena se soma ao grupo de pelo menos 72 municípios (até esta terça-feira) que decidiram pelo cancelamento.

Nas últimas semanas, prefeituras paulistas anunciaram que não realizarão a festa e os eventos referentes. Na região, as opiniões divergem. Além de Lorena, as prefeituras de Jacareí, Ubatuba, Taubaté, Cunha, São Luiz do Paraítinga, Monteiro Lobato, Roseira, Santa Isabel, Santo Antônio do Pinhal e São Bento do Sapucaí já anunciaram o cancelamento.
“Esperamos que, em breve, possamos todos estarmos reunidos para celebrar a vida e a alegria que são características indeléveis de nossa gente”, frisou a nota da Prefeitura.

Covid – Mesmo com taxas reduzidas de ocupação e mortes, causadas pelo novo coronavírus no último mês, a cautela com o perigo de uma nova onda em 2022 tem feito com que as cidades repensem o calendário de eventos. Além de novos casos na Europa, a aparição da variante ômicron do coronavírus, que tem grande número de mutações na forma original do vírus e que, de acordo com os primeiros estudos, seria potencialmente mais transmissível do que a delta e mais resistente às vacina.

Por Jornal Atos

Deixe um comentário