Após denúncia de maus-tratos a pacientes de clínica de reabilitação em Roseira, Polícia Civil investigará o caso

A Polícia Civil investiga denúncias de maus-tratos a internos de uma clínica de reabilitação para dependentes químicos em Roseira (SP).

O caso foi denunciado pelo Ministério Público após um interno procurar a promotoria com relatos de agressões, ameaças e constrangimentos a internos no local, que fica no bairro Pedro Lemes.

Uma operação conjunta entre MP, polícias Civil e Militar e Vigilância Sanitária fiscalizou o local na sexta-feira (22). A direção da clínica nega as agressões.

Segundo a promotoria, foram constatadas irregularidades no local, como falta de estrutura para atendimento, falta de registro nos órgãos competentes, falta de funcionários qualificados, cadeado na porta do alojamento dos internos, além de reclamações de relatos dos pacientes de que foram impedidos de abandonar a clínica e manter contato com as famílias.

Ainda de acordo com o MP, todos os internos que manifestaram o desejo de abandonar a comunidade terapêutica foram levados até a delegacia, onde prestaram depoimento, foram alimentados e abrigados pela prefeitura e depois receberam auxílio para retornar para as cidades de origem. O número de pacientes internados não foi divulgado.

Foram apreendidos um celular corporativo da clínica e documentos. O caso é investigado em um inquérito pela delegacia de Roseira e também pelo MP. A prefeitura foi procurada e informou que não vai se manifestar sobre o caso no momento.

Procurada pela reportagem, a direção da clínica confirmou que o local foi interditado nesta segunda-feira (25), mas negou as agressões e informou que contribui com as investigações.

Deixe um comentário