Projeto inclui motoboys e entregadores entre prioridades da vacinação contra Covid

O Projeto de Lei 1979/21 inclui motoboys e entregadores de aplicativos como grupo prioritário para a vacinação contra a Covid-19. A proposta, que tramita na Câmara dos Deputados, altera a Lei 14.124/21, que autoriza estados, municípios e o setor privado a comprarem vacinas contra a doença.

Autor do projeto, o deputado Beto Rosado (PP-RN) afirma que a Covid-19 não atinge a todos de maneira uniforme. “Alguns grupos se expõem mais ao vírus, em razão do seu trabalho”, observa. “Temos de deixar claro que, além de profissionais de saúde e policiais, por exemplo, outros trabalhadores, como os motoboys, também arriscam suas vidas diariamente para a manutenção de serviços”, acrescenta.

“Esses profissionais estão diariamente nas ruas levando produtos para nossas casas e contribuindo para o distanciamento social. Profissionais que não pararam e que precisam da vacina para continuarem exercendo a sua atividade”, finaliza o deputado.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Deixe um comentário