Mais de 3 mil presos do semiaberto deixam presídios para saída temporária no Vale

Presos do regime semiaberto deixaram na última terça-feira (15) presídios do Vale do Paraíba para a saída temporária, a segunda concedida neste ano. A primeira foi em maio.

De acordo com a portaria do Deecrim (Departamento Estadual de Execuções Criminais), o benefício foi permitido a 3.382 presos de 10 unidades prisionais nas cidades de Potim, Taubaté, Tremembé e São José dos Campos.

Todos precisaram de autorização prévia para deixar a prisão. O retorno dos detentos está previsto para o dia 21 de junho.

O maior número de beneficiados é do CPP (Centro de Progressão Penitenciária) Dr. Edgar Magalhães Noronha, o Pemano de Tremembé, que liberou 2.341 detentos. Em seguida, a penitenciária Dr. Tarcizo Leonce Pinheiro Cintra, a P1 de Tremembé, com 348 presos, e a penitenciária 2 de Potim, com 272.

No retorno, os detentos devem passar por um período de isolamento para que as condições de saúde sejam verificadas e possíveis contaminações do coronavírus, evitadas. Quem não retornar na data estabelecida é considerado foragido e, se recapturado, pode ter a pena aumentada e ainda regredir de regime.

Por ano, os presos que cumprem a pena no regime semiaberto, que permite sair da unidade para trabalhar, possuem direito a 35 dias fora do sistema prisional, distribuídos entre feriados e datas comemorativas.

O calendário de saídas temporárias foi alterado em razão da pandemia do coronavírus. No ano passado, os presos só puderam se ausentar dos presídios no final do ano.
Foto: Rogério Marques/OVALE
Fonte: OVALE

Deixe um comentário