Funcionários entram em férias coletivas a partir desta segunda-feira na Volkswagen em Taubaté

A Volkswagen colocou dois mil funcionários em férias coletivas a partir desta segunda-feira (7), em função da falta de semicondutores para a produção de veículos em Taubaté.

De acordo com o Sindicato, as férias coletivas afetam trabalhadores dos dois turnos da planta no município. O Sindicato destacou que a indústria automotiva global enfrenta um período de falta de semicondutores para alimentar as linhas de montagem. Os componentes são responsáveis pela comunicação interna de equipamentos eletrônicos nos veículos.

Atualmente, a Volkswagen de Taubaté produz os veículos Gol e Voyage. A fábrica também deve receber um novo ciclo de produtos com a implantação da plataforma MQB. Na data do anúncio das férias, a empresa informou que uma escassez significativa de capacidades de semicondutores está levando a vários gargalos de fornecimento em muitas indústrias globalmente.

“Isso também gerou problemas no abastecimento da indústria automotiva ao redor do mundo desde a virada do ano. O resultado são adaptações em toda a indústria na produção de automóveis, o que também afeta as marcas do Grupo Volkswagen. Nos últimos meses, o time da Volkswagen do Brasil tem trabalhado intensamente e com sucesso, internamente e em parceria com a nossa matriz, para minimizar os efeitos da escassez de semicondutores para a produção em suas fábricas no Brasil. Até hoje, as nossas unidades no País não foram afetadas em maior escala. Entretanto, com o agravamento do cenário e com base na situação atual, presumimos que o fornecimento de semicondutores continuará a ser limitado ao longo das próximas semanas”, diz trecho do texto.

Foto: Divulgação Volkswagen/Audi

Por O Vale

Deixe um comentário