Doria confirma pré-candidatura à Presidência da República pelo PSDB

Declaração foi dada durante entrevista coletiva, realizada na tarde desta 4ª feira

As prévias do partido serão realizadas em 21 de setembro | Wilson Dias/Agência Brasil
Por Wilson Dias/Agência Brasil

O governador de São Paulo, João Doria, confirmou o interesse em concorrer às eleições presidenciais de 2022 pelo PSBD. A declaração foi dada no início da tarde desta 4ª feira (16.jun), durante entrevista coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. 

Na ocasião, Doria foi questionado sobre o andamento das tratativas no pleito tucano. “Disputei e venci duas prévias aqui em São Paulo, 2016 e 2018, as únicas realizadas pelo PSDB. Aliás, as duas únicas prévias realizadas no país foram feitas em São Paulo “, respondeu.

Para o governador, as eleições internas são fundamentais para consolidar a candidatura daquele que vencer a disputa. “Entendo que as prévias agregam, somam, fortalecem e ativam a candidatura de quem for o vencedor e em nome do PSDB poderá dialogar com os demais partidos para a disputa presidencial em 2022”.

Além de João Doria, o partido tem ao menos mais três pré-candidatos à presidência da República, como ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio, o senador Tasso Jereissati e o atual governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. 

Regras para as prévias definidas 

Na tarde da última 3ª feira (15.jun), a Executiva Nacional do PSDB definiu as regras para as prévias que vão escolher o candidato que irá disputar as eleições presidenciais em 2022. O partido decidiu que o colégio eleitoral será formado por quatro grupos de votantes, com peso unitário de 25% do total de votos.

O primeiro grupo será formado por filiados, isto é, sem cargo eletivo. Já o segundo grupo será de prefeitos e vice-prefeitos, enquanto o terceiro será de vereadores, deputados estaduais e distritais. O quarto grupo será composto por governadores, vice-governadores, ex-presidentes e o atual presidente da Comissão Executiva Nacional, deputados federais e senadores. 

Segundo a sigla, a formação dos grupos “mantém a representação da diversidade dos filiados em todo o país, reforçando a conexão direta entre o candidato e o eleitorado, e das visões municipais, estaduais e federativa”. Os candidatos farão as suas inscrições a partir de 20 de setembro, com o início dos debates agendados para 18 de outubro. 

As prévias serão realizadas em 21 de setembro. No caso de um eventual segundo turno, a votação foi agendada para 28 de novembro. 

Huck fora do páreo 

A saída do apresentador Luciano Huck da corrida ao Palácio do Planalto levou integrantes dos partidos de centro a mirarem os movimentos dos tucanos. O PSDB, assim, volta a dar as cartas na disputa pela Presidência em 2022, pelo menos entre os candidatos distantes da polarização entre Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva.

Huck confirmou que está fora da disputa ao Planalto e que substituirá Fausto Silva em 2022 nos programas de domingo da Globo. O anúncio foi feito durante entrevista ao jornalista Pedro Bial. Huck antecipou a decisão ao presidente do Cidadania, Roberto Freire, há cerca de um mês, durante uma visita a Brasília. 

Deixe um comentário